segunda-feira, 31 de julho de 2017

Eu e a minha realidade alterantiva



Exatamente um mês depois de ter parido olhei ao espelho e exclamei: CREDO!! Se é verdade que estou a 3-4 kg do peso com que engravidei também é verdade que esses miseráveis se instalaram na minha barriga em modo de banha e vá, 1-1,5kg em mamas... basicamente estou uma vaca em todas as dimensões. E sim, "hashtag somos todas Carolinas", mas convenhamos que, a maioria de nós, preferia ser a versão possível das Patrocínios... eu pelo menos preferia... e se fosse sem grande esforço, então, supimpa! A verdade é que, se me portei bem durante da gravidez em que devo ter aumentado uns 10kg, e que 7-8kg foram à vida nas primeiras três semanas, também é verdade que a adaptação à nova vida tem sido exigente: a garota que mama de hora-a-hora (literalmente... mesmo durante a noite), a mais velha que precisa de atenção, a casa que precisa de manutenção e algum trabalho-trabalho que há pelo meio disto tudo, acabo por descontar o cansaço em porcarias! Não tem havido dia sem geladinho, bolachinhas, chocolatinho e o raio que o parta. Cheguei a ter acessos de ataque à despensa em modo zombie e só passados uns minutos é que me apercebi o que tinha feito. Ainda por cima encontro a melhor desculpa possível para a minha prevaricação "estou a dar de mamar por isso tenho de me alimentar".

Isto tudo para dizer que já tenho luz verde para começar a fazer exercício e quero ver se começo. Não sei muito bem como é que o vou encaixar na minha "rotina" (mentira... por aqui ainda não há rotinas... aliás, há o caos, há a tentativa de sair de casa às 10h e só o conseguir fazer lá para as 15h) mas vou ter de o conseguir fazer. Até aqui a minha intensão era fazer caminhadas mas as noites têm sido tão exigentes que acordo (às três da manhã) pronta para voltar a dormir. O descanso também ajudaria a voltar ao normal mas isso não se prevê para o imediato por isso teremos de ter paciência.

Vamos então a isto o que significa muita foto de ginásio, sapatilhas, comidinhas boas e o desejo de não vacilar... para não parecer que abusei da cerveja ou que estou novamente grávida de 6 meses.

1 comentário:

  1. O cansaço e falta de tempo são das piores coisas para conseguir manter uma vida saudável! Boa sorte :)

    ResponderEliminar

Aviso à navegação: como sou eu que mando neste estaminé, quando não gostar dos comentários não os vou publicar. Temos pena mas é a vidinha. Todos os outros comentários são bem-vindos!