About



Há quem não tenha terra e depois há quem tenha muitas. É o meu caso: nasci em Coimbra e quando por lá não estava dividia-me pela Nazaré da minha Mãe e pela Serra do Caramulo do meu Pai. Nasci em 1981 (ano com as temperaturas mais quentes e frias da década), brinquei muito na rua, ia a pé para a escola e depois de muitos anos a estudar fiz-me Antropóloga . Saí do ninho com alguns canudos e foi graças a eles que passei por Elvas, Lisboa, Ourém... um sem fim de terras onde fiz escavações e agora parece que lancei ferro em Lisboa. Tenho uma filha (pequena) que reúne em si não só o que de mais bonito a humanidade tem, mas também a energia suficiente para, se ligada a um gerador, iluminar uma pequena aldeia. É com ela e com o Pai dela que faço o que mais gosto: viajar, visitar museus, feiras... basicamente, encontrar programas baratinhos (sou uma forreta do pior) mas que nos enriquecem o espírito. Recentemente desatei a correr atrás da boa forma e já consegui acabar uma Meia Maratona. Em ante penúltimo lugar. Gosto de andar por cá porque gosto deste desafio que é aprender a viver partilhando ideias e experiências. É isso que quero fazer com este ver(de)água.